29 de jan de 2011

Relatos imprecisos

P.S.:Esse texto é bem conturbado e desfigurado, pelo fato de minha mente está muito bagunçada e cheia de dores incompreendidas. Com isso vos peço que apenas admirem a intesidade de cada frase, a profundidade de cada palavra e a expressão do texto que foi delineado pelo coração...

Lembranças relutantes pairam sobre os meus pensamentos, revivendo amargos e saborosos momentos que contigo passei.
Lágrimas escassas, beijos viciantes, ciúmes saudáveis, contradições exuberantes. Seja bom ou ruim, tudo me lembra nós dois.
Enaltecia minhas vontades a cada passeio que junto dávamos... De mãos dadas, sem se preocupar com nada mais e nem se quer pensar no mundo ao redor.Caminhos tolos que seguíamos admirados e esbanjantes de felicidades, parecendo até que era o caminho real da felicidade, aquela que já reinava nos nossos corações.
Tudo isso mudou, toda ilusão despertou, o lindo sonho acabou...
Hoje tudo que vejo me remete a você, a saudade corrói minh'alma como um corvo faminto ao ver um cadáver de animal, esvoraçadamente e descontrolado.
Meu olhar - vazio de esperança, nada emergia, nada enxergava. estejam eles abertos ou fechados eu continuo pensando em ti, lamentando como tudo acabou e exagerando na grande tristeza que me domina. Lágrimas agora descem por minha face plácida, cansada e infeliz.
Luto para domar minhas dores e seguir meu fútil caminho, conseguindo por brever momentos esquecer minha dor viril e descontrolada. exarcebo os meus complexos sonhos crentes que um dia eles me satisfaça tanto quanto seu amor feliz me fez, assim quanto triste e melancólico seu adeus me tornou.
Agora, depois de tanta confusão e insanidade que descrevi como se fosse um minúsculos escritos inglês de séculos anteriores eu vos relatarei como me descrevo em uma pequena entonação de frases:

Um garoto esnobe que por uma garota se apaixonou perdidamente e pela não correspondecia dessa ardente paixão, agora sofre de uma forma indescritível e malígna que o faz sofrer a cada lágrima, pensamento, reflexo, pulsar do coração e respirar dos pulmões. Triste, insolente, inato, insano e incoerente. Menino perdido num maldito amor, totalmente dilacerado, perdido, confuso. E isso o faz ter inspirações para expressar suas dores em palavras...

Tudo isso prova o quão abalado pode ficar um coração despedaçado por um grande amor que partiu e o deixou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário