9 de nov de 2010

desabafo e revoltz.

sentimento horripilante

Pouco me importa o que você pensa sobre mim baby, sou único e sei o que sou e qual meu objetivo. O que não inclui me submeter a sua inveja.
Se eu amo e sou amado por aquele alguém especial e você não - Ah, posso fazer nada além de lamentar. Quero muito a sua felicidade, a todos por sinal. Mas se desejas o meu mal a minha desgraça só posso sentir nojo, repulsa e pena de você.
Amo imaturamente até quando me for concedido esse amor. O mesmo jeito que Deus me ensinou a amar, eu amo. E a todos. Mas se você pensa que isso afeta na sua vida nada posso fazer por ti ( sei que sua obsessão me assusta). Não posso deixar de ser eu pra ser o que você quer. Não posso largar minha humildade e valor pra conceder a sua felicidade. Cada um corra atrás dos seus sonhos mas sem desbravar e desejar o mal alheio.
Não tenho culpa se você não tem o que quer. Você precisa correr atrás disso e não tentar me ver infeliz para saciar a minha dor com a sua alegria em me destruir. Podemos ser amigos e sempre achei que fôssemos mas não me venha dizer o que ser,fazer ou querer.
Quero a felicidade, ser o que sou, fazer o que sonho. E farei.
Espero sinceramente que encontre alguém que te ame e consiga te converter pra alguém melhor. Pois sua inveja, imaturidade excessiva, problemas anseios e descontrole está te destruindo aos poucos.
E temo por isso. Nunca desejo isso a alguém. Espero que também pare de desejar meu fracasso apenas por que não consegue vencer, lutar, perder.
Não sou humilde o bastante pra dizer que não sou bom, mas sou o suficiente pra dizer que você também pode ser. Espero que me entenda.
Desabafo a um certo alguém que se ler vai saber o quê e do quê estou dizendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário