15 de nov de 2010

Perfect night


Você entra na sala e me abraça. Senta ao meu lado e me dá um sorriso elegante.
Fico totalmente sem reação mas ainda consigo te abraçar sedutoramente e te dar um sorriso confiante e alegre.
Começamos a conversar. Coisas variadas. Nossos pontos em comun - cujo são muitos. Assim como nossas contradições.
E em cada frase, cada história, cada opinião lá estou te olhando de relance. Observando sua face macia e morena.

Seus olhos ilustres que ficam sempre a brilhar quando você está a falar daquela nova música linda que ouviu, do filme romântico que lhe fez chorar, da mensagem perfeita que encontrou em certo site. Escuto com veemencia. Estou sempre lá sorrindo, as vezes me pego te fitando até você notar e ficar envergonhada. Volto a conversar e sinto que isso vai transpassar o horário que temos a cumprir. Mas nem me importo. Ficar ao seu lado me faz esquecer que tenho uam rotina chata lá fora a me esperar. Fico tocando seu rosto, mexendo no seu cabelo, alisando sua pele flamejante. Então me vejo tocando sua mão e coramos em seguida mas sentimos a breve vergonha ser domada pela alegria, pelo satisfação, proveito do momento perfeito.
Colocamos um certo filme com aquela atriz que tanto adoramos. Assistimos em silêncio, saboreando aquele momento único, perfeito, inesquecível.
Estamos quase deitamos sobre o sofá, vc com a cabeça sobre meu peito e eu recostado no seu cabelo macio e negro.
Sinto me esnobemente desconcertado e ao mesmo tempo amando aquela situação. O filme acaba e comentamos as melhores cenas, quando ficamos aflitos ou quando quase perdemos o controle na tentativa de ser o personagem e fazer diferente. Nos divertimos. Percebo que meus olhos enchem de lágrimas só de pensar que estou vivendo isso com você. Esse momento tão natural, mas importante como algo raro.
Notamos que já está ficando tarde. Decido ir embora, levanto levemente para agradecer a noite e dizer-lhe que gostei muito de estar ali.

Você diz que me deixa até a porta. Descemos a escada, sinto a ansiedade me afagar. Não entendo o por quê de estar assim, mas sei que não era o único. Quando enfim vamos nos dispidir me viro pra você, dou um belo sorriso, te abraço calmamente e te dou um beijo leve e totalmente apaixonado. Nossos lábios se encontram por alguns segundos e ao confortar-me dou-lhe outro sorriso e digo aquele ''Tchau''' que se parece mais com um sussurro de um garoto encantado. Você diz obrigado e retribui o tchau. ao término da despedida vou embora com a felicidade transmitida no meu sorriso esplendido sobre o luar. Não vendo a hora de poder vê-la de novo e te amar nem que seja apenas por um sorriso. P.S. eu te amo.

2 comentários:

  1. ahhhhhhhhhhhh que lindo...

    ADOREI...

    AS PALAVRAS ME FASCINAM... E QUANDO ESTÁ ACOMPANHADO POR O AMOR...AI ME TORNO UMA ESCRAVA.

    XEROOO

    ResponderExcluir
  2. HAHAHA
    Valeu linda. Estou sempre a escrever com o sentimento mais belo que enquadra o coração humano: O AMOR.
    sou escravo disso tudo.
    Abraço.

    ResponderExcluir